cirurgia plástica com implante de silicone (prótese de mama) tem como finalidade melhorar a projeção, o contorno e as proporções das mamas, possibilitando a utilização de roupas com decote sem a necessidade de “esconder” o corpo ou de utilizar recursos como sutiãs com enchimento ou com armação.

Próteses de Mama – Formatos de Próteses de Silicone

Os implantes atuais de próteses de silicone são feitos com gel de silicone de alta coesão no seu interior, evitando os problemas do silicone líquido utilizado no passado. As próteses de silicone utilizadas na cirurgia de plástica mamária não trazem prejuízos à saúde da mulher (tais como câncer de mama, doenças reumáticas, etc).

Modelos, formatos e volume das Próteses Mamárias

Assista ao vídeo abaixo. Nela, há várias dicas sobre essas dúvidas muito comuns.

Indicações para a Cirurgia Plástica Mamária:

A prótese de mama é muito indicada para mulheres que desejam aumentar o volume dos seios ou restaurar volume mamário perdido em decorrência de fatores como gravidez ou perda de peso, podem ser redimensionados e valorizados com a utilização de implante de silicone.

Desde as primeiras consultas da paciente junto ao cirurgião plástico, uma análise é feita para realização completa do planejamento cirúrgico a ser utilizado, sendo observado nessa etapa a harmonia entre as mamas e o tamanho do tórax da mulher.

Outros pontos também são considerados para o procedimento e devem ser debatidos durante avaliações, exames e consultas, como por exemplo, as condições físicas e clínicas previamente examinadas da paciente, o incômodo com a sensação de seios pequenos e desproporcionais ao restante do corpo, além do envelhecimento precoce do organismo ou apresentação de sinais de desenvolvimento anormal ou assimétrico.

Todos os fatores físicos, clínicos e psicológicos devem ser amplamente esclarecidos para determinação do melhor tratamento possível e alcance de um resultado interessante, suave e com aspecto natural.

Com toda a infraestrutura permitida nas sedes, Rio de Janeiro (RJ) e Balneário Camburiú (SC) das clínicas do Dr. Alexandre Charão, se possibilita as pacientes um tempo total de internação entre atendimento inicial, cirurgia de implante mamário, recomendações finais e liberação, dentro de um período de 8 a 10 horas, variando de caso para caso.

Com todo o conforto, comodidade, auxílio pré e primeiros cuidados pós operatório já ministrados, nossas clientes desfrutam de todo o suporte disponibilizado para a realização de mamoplastia de aumento com rápida recuperação e alcance de resultados muito interessantes.

Também é explicado que dores, e desconfortos podem ser sentidos nos primeiros dias após o procedimento e inchaços por algumas semanas, ficando proibido a prática de exercícios físicos, atividades diárias com levantamento de peso até liberação e recomendação de novas instruções do cirurgião e/ou médico.

Vantagens e desvantagens de cada plano:

Plano subglandular É o mais utilizado por ser o mais fácil de descolar e por permitir uma boa hemostasia durante a cirurgia (controle do sangramento). A dor e desconforto no pós-operatório são mínimos e duram poucos dias. A desvantagem deste plano é que em paciente muito magras e sem nenhuma tecido mamário a prótese poderia ficar muito visível.

Além do resultado poder ficar artificial, existe sempre a possibilidade de se formarem pequenas dobras (rippling). Quando há tecido mamário suficiente, estas ondulações não aparecem, mas quando a paciente não tem nenhum volume mamário ou bem pouco, indica-se a colocação no plano submuscular.

Plano submuscular É o mais utilizado depois do plano subglandular. As indicações para se colocar a prótese neste plano são:

  1. paciente muito magras que precisam de uma barreira a mais entre a pele e o implante para que este não se torne visível
  2. paciente que desenvolveram contratura capsular no plano subglandular e que precisam trocar de plano
  3. pacientes com forte história de câncer de mama na família (e também câncer de próstata em parentes homens, pois são relacionados) e que precisam de uma barreira entre a glândula mamária e a prótese em si, pois eventuais puncões para biópsias podem ser indicadas

Sugestões para quem vai operar:

Veja aqui algumas vantagens de cada tipo de acesso e se é melhor colocar antes ou depois do músculo, na experiência do Dr. Alexandre Charão:

  1. prótese via inframamária no plano subglandular, indicada para a maioria das pacientes, pois muitas têm aréola > 4cm e têm algum volume de glândula mamária. A cicatriz é quase imperceptível.
  2. prótese via axilar no plano subglandular, evitando assim a cicatriz no seios (apesar desta ficar muito apagada) e evitando a dor no pós-operatório e permitindo um retorno mais rápido às atividades do dia-a-dia
  3. prótese via axilar no plano submuscular, especialmente em pacientes muito magras e com história de câncer de mama na famíla
  4. prótese via periareolar: a cicatriz é muito fina, quase invisível porém a tendência do Dr. Alexandre é usar outras vias onde não haverá NENHUMA cicatriz nos seios

Além destes critérios também podemos citar a preferência do cirurgião plástico: alguns médicos têm a preferência por um certo plano e acabam escolhendo por estarem mais familiarizados e não por ser o mais indicado.

Converse com o Dr. Alexandre, tire suas dúvidas e explique seus receios, ele vai avaliar qual a melhor via de acesso e o melhor plano e vai explicar o porque desta escolha. E se qualquer uma das vias for boa para o seu caso, ele fará a que a paciente prefere.

Câncer de mama e implante de silicone:

Outros dois detalhes fundamentais são que próteses de mama NÃO interferem na amamentação, qualquer que seja o plano escolhido e que a via axilar NÃO interfere no linfonodo sentinela. Este linfonodo NÃO é utilizado para detectar o câncer de mama e sim para avaliar a extensão da doença em pacientes que já estão com câncer de mama. Além disso já está mais do que comprovado de que a prótese via axilar não interfere nesta avaliação.

É importante ressaltar que a colocação dos implantes de mama NÃO altera a detecção do câncer de mama, pois durante a mamografia faz-se uma manobra para afastar ou rechaçar a prótese para fora da incidência dos raios da Mamografia, ou seja, estes passam pela glândula mamária sem passar pela prótese, detectando assim eventuais alterações benignas ou malignas.

Qual anestesia é indicada para cirurgia de prótese de mama?

A anestesia é local com sedação, raramente peridural. Não há necessidade de anestesia geral para este procedimento.

Qual o tempo de internação?

Geralmente o tempo total de internação é de 8 a 10 horas. Graças aos recentes avanços da Medicina e à experiência de 15 anos do Dr. Alexandre, é perfeitamente viável e seguro internar às 7:00h da manhã, realizar a cirurgia entre 8:00h e 10:00h e receber alta às 16h.

O Dr. Alexandre Charão utiliza três marcas de próteses de silicone, sendo uma brasileira e duas americanas. Cada uma delas apresenta formatos e volumes diferentes e todas são avaliadas pela ANVISA e INMETRO. Há uma preferência pelos perfis super alto e distendido pois se obtém uma projeção maior dos seios sem a necessidade de usar volumes muito grandes.

Dica 1 – E o pós-operatório?

Antes da cirurgia plástica mamária, a paciente é orientada sobre movimentos e cuidados que deverá ter no pós-operatório. Uma diminuição da movimentação dos braços nos primeiros 7 a 10 dias é indispensável.

O retorno ao trabalho ocorre entre 4 e 6 dias depois. Pode-se trabalhar mas não se deve fazer esforço físico. Pergunte ao Dr. Alexandre, durante a consulta, sobre como se afastar pouco do trabalho e como otimizar a recuperação.

Dica 2 – Pós-operatório para cirurgia de prótese de mama

Recomenda-se não carregar peso no primeiro mês e proteção solar por 6 meses. Ocorre uma redução progressiva do edema (inchaço), com gradativa acomodação dos tecidos e aspecto cada vez mais natural.

Dica 3 – Pós-operatório

Seguindo as orientações médicas do cirurgião plástico, o período de recuperação é bastante confortável. É um pouco mais doloroso quando a prótese de silicone é colocada abaixo do músculo.

Dica 4 – Pós-operatório

Ocorre uma redução progressiva do edema (inchaço), com gradativa acomodação dos tecidos e aspecto cada vez mais natural. Com o decorrer do tempo as cicatrizes vão ficando mais apagadas.

Dica 5 – Pós-operatório

É somente após o período de 6–12 meses que as mamas atingirão sua forma definitiva. O edema pode demorar para desaparecer. O formato será cada vez mais natural com o passar do tempo.

Dica 6 – Pós-operatório

Lembre-se: os implantes não precisam mais ser trocados, ou seja, não existe mais um prazo fixo. Os fabricantes pedem o controle pela mamografia, só quando e SE aparecerem sinais de enfraquecimento do implante é que estes deverão ser trocados.

Interessada?

Assista também aos vídeos abaixo!

Vídeo 1 – Dicas sobre a Prótese de Mama

Vídeo 2 – Prótese Mamária

Preços e valores para a cirurgia de prótese de mama

Se você leu até aqui, isto significa que você realmente está comprometida em realizar a sua cirurgia. Parabéns!. Seu próximo passo eu convido você a marcar uma consulta com um cirurgião plástico

Se você quer descobrir de forma realista como seu corpo pode ficar, a melhor forma é você ver fotos de antes e depois de pessoas parecidas com você.

Se você gostou deste guia e quer marcar uma consulta comigo para ver fotos de antes e depois, nossa equipe receberá você de braços abertos. Nela, você vai poder tirar todas as suas dúvidas e receberá um pedido de exames junto com uma previsão de todos os preços e valores para uma cirurgia plástica de prótese de mama. Temos sedes no Rio de Janeiro (RJ) e em Balneário Camburiú (SC).

E, sobretudo, você vai poder tomar sua decisão com muito mais informação e segurança.