O objetivo da mastectomia masculinizadora (FTM) é dar uma aparência masculina a um tórax feminino, através de uma mastectomia quase total.

Essa cirurgia plástica é muito indicada para pacientes que já fazem o uso de hormônios e que estão fazendo a transição FTM, sendo esta uma das últimas etapas. Após este procedimento, não será mais necessário o uso do binder.

É necessário que o paciente esteja certo do que quer e, por isso, muitos cirurgiões plásticos pedem o atestado psicológico: para ter certeza de que não haverá arrependimento, pois não há volta depois desta cirurgia. Como toda e qualquer cirurgia plástica, será necessário assinar um termo de consentimento, a ser fornecido na consulta.

Existem várias técnicas, algumas menos usadas, que serão abordadas durante a consulta médica.

Veja aqui as principais formas de se realizar a mastectomia masculinizadora.

Mastectomia masculinizadora periareolar

Indicada para seios pequenos, tem a grande vantagem de não atingir nem a aréola e nem o mamilo.

Como é feita a mastectomia periareolar?

cirurgião plástico vai calcular quanto de pele e tecido mamário (glândula) devem ser retirados e fará um desenho parecido com um círculo ao redor da aréola, daí o nome mastectomia periareolar. A primeira etapa da cirurgia da mastectomia consiste na retirada da glândula em si, na maior quantidade possível.

A segunda etapa é a marcação de quando de pele sobrou e deve ser retirada. Após estas duas etapas, sempre fazemos uma pequena diminuição da aréola, pois é uma característica do homem ter uma aréola menor do que a da mulher.

Nas mulheres, uma aréola deve medir entre 4 e 5 cm, nos homens não deve passar de 2,5 cm.

Se houver necessidade, o mamilo pode ser diminuído nesta etapa também. Após todos estes tempos cirúrgicos, iniciamos a sutura em round block, ou seja, uma sutura circular que permite aplainar o tórax e fechar toda aquela área de pele que foi removida.

Mastectomia Periareolar – Vantagens

A cicatriz é somente ao redor da aréola, portanto, fica bem escondida pela mudança da cor de pele

Se o tamanho dos seios é até 42, você é um sério candidato a esta técnica.

Mastectomia Periareolar – Desvantagens

Não serve para mamas médias ou grandes, pois há um limite da quantidade de pele que pode ser retirada com esta técnica

Mastectomia masculinizadora Vertical

Indicada para seios pequenos e com flacidez de pele, esta técnica preserva a aréola e mamilo, ou seja, estes não precisam ser enxertados.

Como é feita a Mastectomia Vertical?

Nessa cirurgia, a marcação é completamente diferente da mastectomia  periareolar, permitindo uma retirada de pele bem maior, se aplicando a seios flácidos. Também é desenhado um grande círculo ao redor da aréola, porém, somamos um grande “V” que desce em direção ao abdome. A glândula mamária é retirada e não há necessidade de retirar aréola e mamilo, podendo ser reduzidos se a paciente desejar.

Depois disto, iniciamos uma sutura vertical do “V” somada a uma sutura ao redor da aréola, ou seja, haverá uma cicatriz vertical para baixo da aréola, daí o nome mastectomia vertical.

Mastectomia Vertical: Vantagens

Como não há necessidade enxertar a aréola, a sensibilidade é preservada.

Seios entre 42 e 44, com algum grau de flacidez, podem se beneficiar desta técnica

Mastectomia Vertical: Desvantagens

Durante algum tempo, a cicatriz vertical fica mais visível (mas os pelos podem esconder)

Mastectomia masculinizadora Horizontal (double incision)

 

A mastectomia clássica e a mais usada para seios grandes masculinos. Permitindo uma redução importante de seios volumosos, tamanho 44 em diante.

Como é feita a mastectomia horizontal?

Desenhamos um grande fuso de pele, horizontal, que permitirá a retirada de uma grande quantidade de pele. Este desenho passa logo na base da mama e engloba também a aréola e o mamilo.

Estes dois serão retirados em bloco, ou seja, junto com toda a pele e glândula. Por isto, esta técnica permite grandes reduções de volume. Depois disto, retiramos mais glândula da parte superior do tórax, bem acima do desenho horizontal inicial. É comum usar drenos neste tipo de cirurgia.

O material retirado pode pesar entre 300g e 600g de cada lado. Iniciamos as suturas internas em várias camadas até chegar na pele. Costumo usar uma sutura absorvível interna, pois considero isto melhor do que a cola.

Quando tudo estiver na posição correta, fazemos o enxerto do mamilo e da aréola, reduzindo-a também para não passar de 2,5 cm. É colocado um curativo especial para proteger este enxerto, que é muito delicado.

Mastectomia horizontal: Vantagens

Permite uma grande redução mamária.

É a técnica que retira o maior volume mamário, por isto é muito indicada para seios de tamanho acima do 44.

Mastectomia horizontal: Desvantagens

Desconexão da aréola e mamilo leva a uma perda de sensibilidade.

Mastectomia masculinizadora em disco voador

MASTECTOMIA EM DISCO VOADOR

 

 

 

 

 

 

Também conhecida como Boca de Peixe, essa mastectomia masculinizadora trata-se de uma técnica de dupla incisão horizontal, porém, colocada mais alta.

Em alguns casos, não é necessário desinserir a aréola e o mamilo.

É uma técnica recente, que pode ter algumas vantagens, mas que deixa a cicatriz mais alta no tórax, dificultando assim a camuflagem.

Por este motivo tenho indicado pouco, mas pode ser feita houver preferência do paciente.

mastectomia masculinizadora FTM no Rio de Janeiro - rj

Ficou interessado?

Assista ao vídeo abaixo e descubra as experiências que o nosso paciente Rangel obteve na sua cirurgia FTM.

Preços e valores para uma mastectomia masculinizadora (FTM)

Se você quer descobrir de forma realista como seu corpo pode ficar, a melhor forma é você ver fotos de antes e depois de pessoas parecidas com você.

Se você gostou deste guia e quer marcar uma consulta para ver fotos de antes e depois, nossa equipe receberá você de braços abertos. Nela, você vai poder tirar todas as suas dúvidas e receberá um pedido de exames junto com uma previsão de todos os preços e valores para uma cirurgia plástica.

Clínicas de cirurgia plástica no RJ e em SC

Com sedes para realização de cirurgias plásticas no Rio de Janeiro (RJ) e em Balneário Camboriú (SC), o Dr. Alexandre Charão atende pacientes de diferentes idades, entre homens e mulheres.

Agende sua consulta e/ou faça uma visita a uma de nossas sedes. Estamos de portas abertas para recebê-lo de maneira humanizada e atenciosa.