CIRURGIA REPRESENTA O CAMINHO MAIS CURTO PARA QUEM BUSCA UM CORPO DEFINIDO, SEM GASTAR HORAS DE TREINO NA ACADEMIA

Se você passa tempo na academia e ainda não atingiu as proporções almejadas de peitoral ou bíceps, saiba que a colocação de próteses pode resolver facilmente essa questão. Essa prática também tem se tornado cada vez mais comum entre pessoas magras, que às vezes até sofrem algum complexo por conta disso e que demorariam muito mais tempo para atingir grandes volumes de massa muscular, mesmo dedicando-se intensamente aos treinos na academia.

“Os volumes inseridos no peitoral e/ou bíceps trazem formas bem definidas, dando impressão de aumento da massa muscular, perfeito para quem não tem tempo de malhar todos os dias, ou para aqueles que já atingiram o máximo da hipertrofia e desejam um volume ainda maior” descreve o cirurgião plástico Dr. Alexandre Charão.

botoes

 

DE QUE SÃO FEITAS AS PRÓTESES PARA PEITORAL E/OU BÍCEPS?

O material é semelhante ao utilizado em próteses de silicone para seios e glúteos, por exemplo, ou seja, é um silicone em gel, porém com formatos e densidade adaptados às proporções do peitoral e dos braços.

O processo é similar a qualquer outra cirurgia para colocação de próteses e os tamanhos são definidos em comum acordo junto com o doutor. “De acordo com o biotipo do paciente, fazemos uma avaliação para então definirmos qual o tamanho de prótese a ser utilizada. Isso pode variar conforme a massa muscular e a altura da pessoa, para então chegarmos ao tamanho e formato do peitoral ou bíceps que o paciente deseja alcançar”.

O Dr. Alexandre destaca que o volume inserido deve ficar de acordo com a estrutura da pessoa. “Ressalto a escolha de um profissional experiente para esta cirurgia, considerando que é um processo bem personalizado, o que garantirá o melhor resultado”.

botoes4

 

O PACIENTE PODE VOLTAR À ACADEMIA APÓS A INSERÇÃO DAS PRÓTESES?

Um mês após a cirurgia ele poderá retornar, porém malhando regiões distantes de onde foram inseridas as próteses. Somente após três meses ele poderá treinar novamente o peitoral e/ou bíceps, mas, obviamente, de maneira mais amena. “Após o resultado da cirurgia o próprio paciente perceberá que não tem mais necessidade de focar o seu treino nestas regiões, que já atingiram o volume desejado. Assim, ele poderá se concentrar em outras partes, otimizando tempo de academia para definir outras regiões do corpo”, afirma o cirurgião.

Porém, para que tudo isso saia conforme o esperado, é fundamental seguir as recomendações médicas do pós-operatório, respeitando o resguardo e adotando os procedimentos orientados no consultório. Isso garantirá tanto a durabilidade da prótese, como as formas atingidas e, obviamente, a saúde e o bem-estar do paciente.

“Durante a consulta, eu normalmente detalho tudo o que pode ser feito para que o paciente alcance as formas desejadas, atingindo a aparência de um corpo malhado e definido, de acordo com as proporções de cada um. É um trabalho feito de maneira bem humanizada, respeitando os anseios do paciente, sem deixar de lado a sua saúde, que deve vir em primeiro lugar”.

Agende uma consulta e tire todas as suas dúvidas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *