Guia para a Mamoplastia

Guia da Mamoplastia

DESCUBRA SE A CIRURGIA DA MAMOPLASTIA É PARA VOCÊ

Hoje em dia existem cirurgias para corrigir seios assimétricos ou flácidos. Mas também existem técnicas para diminuir ou corrigir a aréola (aquela área escura em volta dos mamilos), aumentar o volume, diminuir, deixar os seios mais empinados.

As possibilidades são muitas… e você pode literalmente transformar o seu corpo. No entanto seu primeiro passo é entender os termos médicos mais comuns que nós, cirurgiões plásticos, utilizamos, assim poderemos falar a mesma linguagem quando você vier numa consulta.

Você vai descobrir tudo que uma plástica nos seios pode fazer por você.

Guia da Mamoplastia2

QUAL A DIFERENÇA ENTRE MAMOPLASTIA E MASTOPEXIA?

O termo Mamoplastia é mais utilizado quando falamos em redução do seios.

Quando estamos falando em aumento dos seios, o termo exato seria “Mamoplastia de aumento”. No entanto, na maioria das vezes as pessoas preferem chamar de cirurgia de prótese de mama” (para este fizemos um guia a parte).

Já a Mastopexia é a cirurgia para levantar os seios. Não há mudança do volume em si, só da posição dos seios, a menos que se opte por usar implantes de silicone.

QUANDO EU PRECISO DA MAMOPLASTIA REDUTORA?

Seios grandes causam incômodos físicos e psicológicos. O excesso mamário pode desviar sua postura e sobrecarregar músculos eretores das costas.

Com frequência isto leva a dor, mais cedo ou mais tarde. O resultado que minhas pacientes relatam após a cirurgia não é apenas de uma maior autoestima, mas de uma sensação de alívio.

Frequentemente recebo mulheres em meu consultório de cirurgia plástica que utilizam um sutiã 50 ou 52 e querem diminuir para um tamanho 42 ou 44.

Guia da Mamoplastia6

QUANDO DEVO FAZER UMA MASTOPEXIA?

Vamos lembrar que a Mastopexia é a cirurgia plástica para levantar os seios. Não há mudança do volume em si, só da posição deles.

Você sabia que, medindo a partir do osso da clavícula, o mamilo tem que estar a mais ou menos 17 ou 18 cm abaixo deste?

Eu recebo pacientes com o mamilo a 25, 30 e até 35 cm de distância da clavícula, ou seja, temos que elevar, em alguns casos, de 13 até 18 cm para deixar o seio na posição correta.

Analise se este é o seu caso.

Guia da Mamoplastia5

QUE FORMATO DE CICATRIZ HAVERÁ DEPOIS?

Eu sempre prefiro usar a menor cicatriz possível, afinal, se é possível resolver usando a menor incisão possível, por que deixar uma cicatriz grande?

Para a Mamoplastia redutora, sempre haverá um “T” invertido, de maior ou menor tamanho conforme o grau de flacidez dos seios.

Mas com certeza esta cicatriz aparece pouco, pode ficar escondida e não causa vergonha, ao contrário dos seios grandes, que são difíceis de esconder.

Para a  Mastopexia, é possível evitar o “T” invertido em alguns casos. Dependendo da flacidez, podemos usar uma incisão vertical + peri-areolar  e em alguns casos podemos usar somente a peri-areolar.

Eu sempre faço o desenho destas técnicas todas, no dia da consulta, para a paciente entender bem as diferenças.

Guia da Mamoplastia3

POSSO USAR IMPLANTES NESTE TIPO DE CIRURGIA?

Sim, pois os implantes não envelhecem. Vou explicar melhor.

Podemos fazer uma excelente mamoplastia redutora ou podemos erguer bem os seios (mastopexia) porém, com o passar dos anos, haverá um envelhecimento da pele e do tecido mamário.

Após alguns anos, estes poderão ceder um pouco, principalmente se a pele já for flácida. Eu comecei a usar implantes há alguns anos e obtive resultados muito bons, pois a prótese de silicone serve como uma fundação de uma casa, algo sólido por cima do qual construímos o novo seio. A possibilidade de manter o formato por um tempo maior é grande.

Nestes casos não podemos indicar implantes grandes. Tenho indicado implantes médios e bem projetados para deixar os seios bem empinados, sem pesar.

Guia da Mamoplastia4

QUE CUIDADOS O MÉDICO DEVE TER NESTA CIRURGIA? 

Existem vários pequenos cuidados durante a cirurgia dos seios. O tamanho da aréola, por exemplo, sempre tem que ficar entre 4 e 5 cm de diâmetro.

Eu sempre levo em conta a altura e largura de ombro da paciente para poder calcular quanto de aréola a paciente deve ter.

É importante explicar que não soltamos a aréola em nenhum momento. Ou seja, ela permanece conectada e a amamentação é possível e indicada mesmo depois da mamoplastia.

Outro cuidado que tenho é de realizar a lipoaspiração na lateral dos seios pois algumas pacientes tem umas gordurinhas do lado do seio que atrapalham o resultado final. A ideia é realmente esculpir o seu seio para alcançar o formato que você quer.

Por último, uso o máximo possível de suturas absorvíveis, para que a paciente não sinta o incômodo na retirada dos pontos.

Guia da Lipoaspiração7

AGENDANDO SUA MAMOPLASTIA…

Se você leu até aqui, isto significa que você realmente está comprometida em realizar a sua cirurgia. Parabéns!

Para o seu próximo passo eu convido você a marcar uma consulta com um cirurgião plástico.

Se você quer descobrir de forma realista como seu corpo pode ficar, a melhor forma é você ver fotos de antes e depois de pessoas parecidas com você.

Se você gostou deste guia e quer marcar uma consulta comigo para ver estas fotos, nossa equipe receberá você de braços abertos. Nela, você vai poder tirar todas as suas dúvidas e receberá um pedido de exames junto com uma previsão de todos os preços e valores para uma cirurgia plástica. E, sobretudo, você vai poder tomar sua decisão com muito mais informação e segurança.

Para a sua cirurgia acontecer, o próximo passo é ligar para  (21) 2137-5444 ou (21)9801-20075, será um prazer receber a sua ligação.