Guia da Cirurgia plastica

Abdominoplastia ou Plástica de abdômen

A cirurgia plástica de abdômen é indicada para pessoas que apresentam problemas de contorno abdominal, onde há sobras de pele e de tecido adiposo. Esta cirurgia possibilita a remoção deste excesso de pele e gordura e também a aproximação da musculatura abdominal. A cirurgia oferece uma correção do contorno corporal, com melhora acentuada da silhueta do paciente.

Sendo uma cirurgia que retira determinada quantidade de pele e gordura, evidentemente haverá uma redução no peso corporal. Não são, entretanto, os “quilos” retirados que definirão o resultado estético, mas sim as proporções que o novo abdômen terá com o restante do corpo. É importante ressaltar que o excesso de gordura que possa existir em outras regiões do corpo ainda permanecerá. Recomendamos nestes casos um acompanhamento nutricional.

É importante que os pacientes que estejam acima do peso emagreçam antes da operação. Tabagistas são aconselhados a abandonar o cigarro pelo menos três semanas antes da cirurgia.

Indicações:

A abdominoplastia remodela o abdômen ao retirar o excesso de tecido (pele e gordura) corrigindo também a flacidez muscular concomitante. Não é uma cirurgia para emagrecer e sim para remodelar o perfil corporal. A cicatriz resultante localiza-se horizontalmente na região pubiana, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, dependendo do tipo de paciente e da quantidade de pele a ser retirada. Esta cicatriz é planejada para ficar disfarçada sob as roupas de banho.

Anestesia:

Geralmente a anestesia é peridural, podendo ser geral.

Tempo de Internação:

Entre 24 e 48 horas.

Pós-operatório:

O paciente deve ficar com um dreno abdominal para evitar o acúmulo de líquidos. Este será retirado nos primeiros dias do pós-operatório. Indica-se o uso de uma cinta modeladora por pelo menos um mês.

Deve-se evitar esforços e manter uma postura curvada por até 15 dias, para evitar tensão na cicatriz. A recuperação se dá em torno de 30 dias após a cirurgia para atividades diarias normais, e 60 dias para exercícios físicos.

Nos primeiros meses, o abdômen apresenta uma insensibilidade relativa, além de estar sujeito a períodos de “inchaço”, que regride espontaneamente. Uma nova gravidez pode preservar o resultado, se o peso for bem controlado, mas aconselhamos que programe todos os filhos antes de se submeter a uma abdominoplastia.

Nunca se deve considerar como definitivo qualquer resultado antes de 12 meses de pós-operatório. A drenagem linfática feita por profissional habilitado e experiente é fundamental para o desaparecimento do edema e para evitar a formação de fibrose, principalmente quando se associa a lipoaspiração à abdominoplastia.

 

Para agendar sua consulta basta ligar no (21) 2137-5444.

Divulgue o Guia da Cirurgia Plástica nas Redes Sociais

Gostou deste tópico? Então ajude o Dr. Alexandre Charão a divulgá-lo nas redes sociais. Clique nos botões abaixo e compartilhe essas informações no Google+ e Facebook!

Agende uma consulta e tire suas dúvidas

Que tal agendar uma consulta presencial e esclarecer pessoalmente as dúvidas com o do Dr. Alexandre Charão?

  • Agenda sua consulta
  • Entre no faq
Estrategia Digital - Marketing Digital